Sem inaugurações

O responsável pela Fiscalização da Propaganda Eleitoral no município do Rio de Janeiro, juiz Fábio Uchôa, determinou que o Governo do Estado abstenha-se de inaugurar novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas) ou outras obras de caráter social até o dia 26 de outubro, data da votação do segundo turno. Caso haja descumprimento parcial ou total da decisão, o Governo estadual vai pagar multa de R$ 100 mil, "sem prejuízo de outras sanções previstas na legislação", redigiu o juiz. O Ministério Público Eleitoral (MPE) requereu a medida com base na inauguração recente de pelo menos duas unidades das UPAs, "fato amplamente explorado pela campanha do candidato Eduardo Paes, que é do mesmo partido do governador", explicou o promotor da 176ª Zona Eleitoral, Rodrigo Belchior Hermanson. O promotor observou que o site da campanha de Paes faz veicular uma foto do candidato com o governador, sob o título "Reta João XXII, em Santa Cruz, também terá uma UPA, garante Eduardo Paes", o que ele interpretou como "conduta vedada aos agentes públicos, tendente a afetar a igualdade de oportunidades entre os candidatos". A notícia foi publicada no site do TRE-RJ.

1 comentários:

Leo disse...

É mais um dos absurdos. Inalgurar UPA faltando 5 dias para eleição. Pedir desculpas para o Lula faltando menos de 1 mes... Esse Paes, não vamos deixar uma maquina podre ganhar, Gabeira neles!
Leituras para 26 de Outubro