Amigos foram de Campos ao Rio

Foto: Álvaro Marcos
Em ônibus gentilmente cedido pela Fundação Municipal de Esportes, vários amigos de Péris Ribeiro de tendências e idades diversas, saíram de Campos no início da tarde para prestigiar o lançamento no Rio de Janeiro. Foram duas viagens, ida-e-volta, muitíssimo agradáveis, embaladas pelo bom humor de uma turma que tem verdadeiro baú de histórias para contar; Chico de Aguiar, Genílson Soares, Mário Sérgio Cardoso, Adelfran Lacerda e Sérgio Provisano.

Entre pequenas intervenções e muitos risos estava outro grupo, formado por este blogueiro, Leandro Nunes, Oscar Wágner, Rafael Barros (designer gráfico da capa do livro), Paulo Lacerda e seu filho Clayton Lacerda, José Maria Mattar, Ricardo Silva (o "Príncipe do Samba"), Sérgio Cavalcanti e o cinegrafista Mauro Ferreira.

3 comentários:

Provisano disse...

Caro Álvaro

Foi uma das mais prazeirosas viagens que fiz em minha vida, não só pela qualidade dos companheiros de viagem, nominados por ti, que dispensam maiores apresentações, como também pelo objetivo dela que era participar de um momento importante na vida do jornalista e escritor Péris Ribeiro, para mim, eternamente, Périnho.

A viagem como bem relatastes, foi realmente agradável e o ambiente no lançamento do livro, Didi o Gênio da Folha Seca, na Livraria Argumento no Leblon, contou com as presença para lá de carismáticas de Amarildo e Délcio Carvalho que enriqueceram sobremaneira a noite, noite esta que ficará marcada na memória de todos nós.

Com toda certeza, Périnho ficou feliz e ficará mais ainda, quando comparecermos em peso no lançamento aqui em nossa querida Campos dos Goytacazes.

Foi, volto a repetir um dos melhores dias da minha vida, onde tive o imenso prazer de transformar um convívio virtual como o nosso, num convívio real que espero ocorra de forma mais amiúde.

Forte e fraternal abraço.

Álvaro Marcos disse...

Com certeza, Provisano.

A viagem, volto a repetir, foi sensacional. O lançamento, melhor ainda. Muito bom te conhecer, também. E obrigado pela carona, em plena madruga. Rs
Abração.

Anônimo disse...

Mais uma prova que a amizade não tem fronteiras e o Périnho realmente merece ser prestigiado em um dos grandes momentos de sua vida.